RAIVA FELINA

A Raiva Felina é uma doença infectocontagiosa transmitida por um vírus da família Rhabdoviridae do Gênero Lyssavirus e atinge todas as espécies de mamíferos. Apesar de ser uma doença praticamente erradicada no Brasil, ainda merece destaque pela taxa de mortalidade de 100%.

O vírus da Raiva ataca o sistema nervoso central, comprometendo o cérebro, medula e atingindo a visão, o olfato, a audição e o paladar. Uma vez no organismo, multiplica-se rapidamente, chegando a outros órgãos e às glândulas salivares, onde se replica.

A Raiva Felina é uma zoonose – doença que pode ser transmitida para os humanos – e sua principal forma de transmissão é o contato direto de um animal contaminado com um saudável. Uma grande concentração do vírus fica na saliva, o que torna a mordida a principal forma de transmissão da doença para outros gatos ou mamíferos. Arranhões, lambidas nas mucosas e feridas também são outras formas de transmissão.

Os principais sinais clínicos da Raiva Felina são alterações de comportamento, sensibilidade à luz e à água, anorexia e agressividade. É comum o gato apresentar febre, crises convulsivas e paralisia. Por fim, o animal entra em coma e em seguida vem o óbito.

Por mais que o gato infectado não tenha chance de cura, é importantíssimo que ao perceber os sintomas ele seja levado ao Médico Veterinário. Desta forma, evita-se que outros animais – ou mesmo pessoas – possam ser infectados. Seres humanos mordidos por um animal suspeito de ter a doença, devem tomar a vacina antirrábica com urgência.

A forma mais eficaz de prevenção é a vacinação anual antirrábica. Por isso, mantenha as vacinas do seu gatinho em dia e participe das campanhas de vacinação.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *